|

Parcerias

 

AVALER

A ARM – Águas e Resíduos da Madeira, S.A. é associada da AVALER - Associação de Entidades de Valorização Energética de Resíduos Sólidos Urbanos, que é uma associação sem fins lucrativos constituída ao abrigo do direito privado, no dia 19 de Dezembro de 2005, pelas entidades gestoras dos resíduos sólidos urbanos de Lisboa (Valorsul), Porto (LIPOR) e Madeira. É compromisso dos membros da AVALER assegurar que as suas centrais operem com elevados padrões de desempenho ambiental, no estrito respeito pela legislação nacional e comunitária, mediante a utilização das melhores técnicas disponíveis para a produção de energia eléctrica a partir de resíduos urbanos.

 

 

Site da AVALER  Newsletters da AVALER

 

A AVALER por sua vez é associada da CEWEP - Confederation of Waste to Energy Plants (Confederação Europeia de Unidades de Valorização Energética) e, nessa qualidade, representa os seus membros e o sector da valorização energética de resíduos português, nessa confederação.

 

 

CEWEP

A Confederação Europeia de Unidades de Valorização Energética (CEWEP - sigla em Inglês) representa cerca de 400 unidades de valorização energética de resíduos de 22 países por toda a Europa (cerca de 80% da capacidade de valorização energética de resíduos – “Waste-to-energy” - da Europa).

Os membros desta confederação assumem o compromisso de assegurar elevados padrões ambientais e de operar as instalações de que são proprietários com as melhores tecnologias, de forma a evitar emissões de dióxido de carbono.

O principal objetivo da CEWEP é evitar a deposição de resíduos combustíveis em aterro: a reciclagem e a valorização energética são opções complementares, que contribuem para evitar a deposição de resíduos urbanos em aterro, promovendo o tratamento sustentável de resíduos. 

Atualmente, a ARM, S.A. preside à AVALER, que por sua vez integra a vice-presidência da CEWEP.

Site da CEWEP

 

 

APDA

A ARM é membro da APDA – Associação Portuguesa dos Distribuidores de Água. 
A APDA é uma entidade que representa e defende os interesses dos agentes responsáveis pelos sistemas, de abastecimento de água e águas residuais e de todos os demais intervenientes neste domínio. Simultaneamente, esta Associação estimulará o tratamento, investigação e desenvolvimento dos assuntos relacionados com a quantidade e qualidade das águas de abastecimento, drenagem e destino final das águas residuais, constituindo um forum para profissionais de diversas formações com intervenção no domínio das águas.

Site da APDA

 

 
ADAPTaRES

ADAPTAÇÃO ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NA MACARONÉSIA ATRAVÉS DO USO EFICIENTE DA ÁGUA E A SUA REUTILIZAÇÃO.

O projeto ADAPTaRES inclui um conjunto de ações para a  reutilização de águas residuais tratadas, técnicas de rega eficiente, prevenção e redução de contaminações que visam demonstrar a capacidade de adaptação às alterações climáticas na Macaronésia e ajudem a superar os obstáculos legislativos, sociais, económicos ou tecnologias existentes, sempre acompanhadas por importantes medidas de sensibilização, informação e qualificação dirigidas à população em geral.

As medidas de reutilização de águas residuais tratadas em Canárias e Cabo Verde e a promoção de um uso mais eficiente da água na Madeira, terão um papel importante para atenuar o défice hídrico e contribuir para a preservação do meio ambiente nestas regiões. 

É necessário que todas as ilhas da Macaronésia façam um esforço com vista a melhorar o funcionamento das infraestruturas de distribuição, tratamento e reutilização da água de forma a aproveitar ao máximo este recurso. A escolha adequada dos processos de tratamento, a eficiência da gestão e as normas de segurança aplicadas, nos diferentes tipos de uso, precisam de um controlo analítico rigoroso, programas de monitorização e a implementação de uma estratégia I&D bem coordenada.

O ADAPTaRES é um projeto de cooperação cofinanciado pelo Programa Interreg MAC 2014-2020, sob a supervisão do Instituto Tecnológico de Canárias, coordenador do projeto. O consórcio é formado por quinze entidades  de Canárias, Cabo Verde e Madeira e o período de execução inicial era entre janeiro de 2017 e dezembro de 2019. Devido às atuais contingências decorrentes da pandemia o prazo fpo prolongado.

Site ADAPTaRES